Pedro Henrique Müller como soldado Otávio em
Pedro Henrique Müller como soldado Otávio em "Orgulho & Paixão" (Foto: Divulgação/TV Globo)

Protagonista do primeiro beijo gay em uma novela das 18h, Pedro Henrique Müller se declarou ao  companheiro nesta quinta-feira (21). Em seu perfil no Instagram, o ator não poupou elogios ao amado ao lembrar do dia-a-dia do casal

“Ele gosta de planejar tudo e eu não planejo nada. Ele gosta de doces à base de feijão (vai entender…) e planilhas e cronogramas, listas, de hambúrguer com picles e bacon e da Tilda Swinton e come os chocolates que compramos no supermercado no minuto em que chegamos em casa. Compra as mesmas coisinhas toda semana.”, iniciou ele.

LEIA MAIS:


Lady Gaga termina noivado com Christian Carino

Valesca Popozuda se desculpa com comunidade LGBT após polêmica com Augustín Fernandez

“Ele é uma pessoa muito mais amável que eu. Às vezes ele é um pouco grosseiro mas, ainda assim, é a coisa mais linda do mundo até quando tá sem paciência. Isso me irrita um pouco. Ele tá sempre olhando pro futuro e eu to sempre com o olhar afogado no presente, nisso eu acho que a gente se ajuda demais. Eu aprendo com ele um milhão de coisas, todos os dias.”

“Obrigado por me fazer gostar de filmes de terror e histórias em quadrinho, por ser o meu melhor amigo, por me fazer rir muito, obrigado por me apresentar um milhão de músicas e conhecer o nome de todos os atores, atrizes e diretores e os anos em que foram lançados todos os filmes do mundo e ser meu IMDb quando não tem wifi. Obrigado por não conseguir imitar nenhum sotaque de lugar nenhum e continuar insistindo em tentar reproduzi-los. Você me faz muito feliz. Feliz 4 anos, meu amor. Você é o melhor marido do mundo e eu te amo é muito!”, concluiu.

Primeiro beijo gay em uma novela das 18h

Müller foi o responsável, junto com Juliano Laham, pelo primeiro beijo gay exibido no horário das 18h da Globo. Os dois interpretaram o casal Otávio e Luccino na novela “Orgulho e Paixão”, no ano passado. A cena foi muito comemorada nas redes sociais. O momento chegou a ganhar o Prêmio GShow como a melhor sequência do ano.

View this post on Instagram

Ele gosta de planejar tudo e eu não planejo nada. Ele gosta de doces à base de feijão (vai entender…) e planilhas e cronogramas, listas, de hamburguer com picles e bacon e da Tilda Swinton e come os chocolates que compramos no supermercado no minuto em que chegamos em casa. Compra as mesmas coisinhas toda semana. Eu amo viver as semanas com ele e eu sei que eu sou feliz quando eu o vejo chegando com as sacolinhas do Mundial toda segunda. O meu humor oscila de forma enlouquecedora, enquanto ele se mantém sempre numa quase linha reta emocional, com algumas trepidações. Ele é uma pessoa muito mais amável que eu. Às vezes ele é um pouco grosseiro mas, ainda assim, é a coisa mais linda do mundo até quando tá sem paciência. Isso me irrita um pouco. Ele tá sempre olhando pro futuro e eu to sempre com o olhar afogado no presente, nisso eu acho que a gente se ajuda demais. Eu aprendo com ele um milhão de coisas, todos os dias. Coisas incríveis enormes e também umas coisinhas miúdas meio bobas, talvez mais importantes que as primeiras. Pequenas virtudes, é por elas eu queria te agradecer. Obrigado por me fazer gostar de filmes de terror e histórias em quadrinho, por ser o meu melhor amigo, por me fazer rir muito, por não saber nenhuma letra direito de nenhuma música, por ser absurdamente desafinado , obrigado por me apresentar um milhão de músicas e conhecer o nome de todos os atores, atrizes e diretores e os anos em que foram lançados todos os filmes do mundo e ser meu IMDb quando não tem wifi. Obrigado por não conseguir imitar nenhum sotaque de lugar nenhum e continuar insistindo em tentar reproduzi-los. Você me faz muito feliz. Feliz 4 anos, meu amor. Você é o melhor marido do mundo e eu te amo é muito! ⭐️

A post shared by Pedro Henrique Müller (@pedro.henriquemuller) on