Ministra Damares Alves
Ministra Damares Alves (Foto: Reprodução/Youtube)

Mais uma vez, as falas da ministra Damares Alves chamam atenção por conta do conteúdo voltado especificamente para LGBTQs. Desta vez, trata-se de uma palestra dada em 2014, em uma igreja evangélica em Belém do Pará. Na ocasião, a então pastora atacou o “movimento gay”, assim chamado por ela.

Na pregação, a atual ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos afirma que o movimento em defesa da população LGBTQ+ não é composto por homossexuais. Mas sim por pessoas que são “financiadas por determinados partidos políticos para promover a ideologia de gênero”.

Leia mais:


Em vídeo, Damares Alves afirma que “movimento gay” quer tirar Bíblia de circulação

Em mais um vídeo, ministra Damares Alves ataca feministas: “São feias”

“Conheço muita gente que está no Movimento Gay que não é gay. Não se engane, o Movimento Gay não é gay. É um movimento ideológico, partidário e político e está a serviço de alguns partidos do Brasil”, disse Damares Alves.

Ela citou, ainda, dois parlamentares de partidos de esquerda no país que eram, segundo ela, exemplos de líderes do movimento. Eles estariam, supostamente, conspirando contra a Igreja Evangélica, “dizendo que somos homofóbicos”. De acordo com a Carta Capital, a ministra estava se referindo a Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Érica Kokay (PT-DF). Na época, os dois estavam com grande visibilidade por serem autores de um projeto de lei que permitiria que crianças pudessem mudar de sexo sem autorização dos pais.

Assista ao vídeo: