bandeira lgbt
Bandeira LGBT (FOTO: Reprodução/Internet)

Uma mulher foi vítima de um ataque lesbofóbico na capital Sofia, na Bulgária. Um homem lhe deu um soco no rosto no último domingo (10), enquanto ela passeava com o seu cachorro.

De acordo com o GayStarNews, Galya Petkova caminhava no parque quando o agressor de 40 anos se aproximou e a chamou de “bicha suja”. Ela tentou ignorá-lo, mas o homem a seguiu e antes que percebesse lhe deu o golpe no rosto.

O atentado fez Petkova perder dois dentes, além de quebrar um terceiro. “Eu não quero mais vê-lo nesta área”, disse ele. A vítima é proprietária de dois restaurantes na cidade, um deles dedicado para mulheres queer.


Apesar de seus ferimentos, Petkova disse acreditar que o homem que a atacou era mais uma vítima do que ela. “A verdade é que sinto muito pelo homem que me atacou. A violência gera violência. É assim que ele foi obviamente criado.”, disse ela.

LEIA MAIS:

Legislador da Virgínia Ocidental sugere que afogaria filhos caso fossem gays

Jovem é estuprado por dois homens e condenado por homossexualidade na Tunísia

“Eu gostaria que pudéssemos ser mais capazes de aceitar os outros como eles são. Sem julgar e sem preconceitos.”, declarou a empresária que ainda mandou um recado para que as pessoas heterossexuais criem seus filhos incentivando o respeito pela diferença.

“Espero que as pessoas comecem a entender que todos nós temos um lugar neste planeta”, disse ela.E se eles não podem nos aceitar, pelo menos, não nos machuque. Também espero que chegue um momento em que os meus direitos serão os mesmos que os da minha irmã e do meu irmão.”, completou.