Menores vítima de abuso sexual
Menores vítimas de abuso sexual (Foto: Reprodução/Internet)

Um garoto britânico de 13 anos sofreu abuso sexual por pelo menos 21 homens, após marcar encontros através do aplicativo Grindr.

Segundo informações reveladas pelo The Sunday Times, detetives investigam 30 casos de crianças que sofrem violência sexual no Reino Unido desde 2015. As vítimas menores de idade foram primeiramente contatadas em aplicativos de namoro como Tinder e Grindr.

O menino de 13 anos de Yorkshire foi contatado por homens em aplicativos de namoro que ele tinha assinado.


A publicação descobriu ainda que há 60 casos adicionais de crimes sexuais envolvendo crianças, usando serviços de encontros online, incluindo violência sexual, seqüestros e higiene, de acordo com documentos policiais vistos pelo jornal após pedidos de Liberdade de Informação (FOI).

LEIA MAIS:

Casal gay revela ataques de vizinha homofóbica que espalhava fezes em sua porta

Segurança de boate LGBT em West Hollywood leva facadas de frequentador

Ao Pink News, um porta-voz do Grindr se disse entristecido com as investigações. Além disso, assegurou que tomaria as medidas necessárias para que usuários menores de idade fossem removidos do site.

“O Grindr está comprometida em criar um ambiente seguro para ajudar nossa comunidade a se conectar e prosperar, e qualquer relato de abuso sexual ou outro comportamento ilegal é problemático para nós, bem como uma clara violação de nossos termos de serviço“, afirmou.