Pabllo Vittar
A cantora Pabllo Vittar (Foto: Reprodução/Instagram)

Supremo Tribunal Federal (STF) deu início ao julgamento que analisa os pedidos de criminalização da LGBTfobia. A sessão acontece nesta terça-feira (13), em Brasília, e tem recebido o apoio de vários famosos nas redes sociais.

Através das hashtags “#ÉCrimeSim” e “#CriminalizaSTF”, Pabllo Vittar, Daniela Mercury, Nanda Costa, Kéfera, se mostraram favoráveis à medida. Lia Clark, Tia Má, Gloria Groove, Bruna Linzmeyer, Maísa Silva entre outros também se pronunciaram.

LEIA MAIS:


STF começa a julgar criminalização da LGBTfobia nesta quarta (13)

Filme sobre cura gay, O Mau Exemplo de Cameron Post estreia no Brasil

Marcada para às 14h, a reunião discute se todas as formas de ofensa, sendo elas individuais ou coletivas contra LGBTs devem ser consideradas crimes. Os textos esperam que essas condutas sejam enquadradas como crimes de racismo, até uma definição do legislativo sobre os casos. 

As ações são movidas pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays e Transgêneros (ABGLT) e o Partido Socialista (PPS). Os projetos de lei tramitam na Corte desde 2013.

View this post on Instagram

#écrimesim #criminalizaSTF #homofobianão

A post shared by Daniela Mercury (@danielamercury) on

View this post on Instagram

Se você apoia a criminalização da HOMOFOBIA se manifeste na sua rede social hoje !! ???❤️?????”Nesta quarta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar se a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero deve ser considerada crime. Hoje, a homofobia e a transfobia não estão na legislação penal brasileira, ao contrário de outros tipos de preconceito, como por cor, raça, religião e procedência nacional. Uma das principais reivindicações de militantes LGBT no país, ela chegou à Corte por meio de duas ações, movidas pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transgêneros e Intersexos (ABGLT) e o Partido Popular Socialista (PPS), em 2012 e 2013, respectivamente.” ( fonte BBCNEWS) #homofobiaécrime #criminalizaçãodahomofobia #danielaemalumercury? #écrimesim #criminalizaSTF

A post shared by Daniela Mercury (@danielamercury) on

View this post on Instagram

Quando nos beijamos a primeira vez, não era permitido casar com uma pessoa do mesmo sexo no Brasil. Meses depois, com muita luta nossa e de milhares de pessoas, o STF, nos garantiu legitimamente esse direito. Constituímos uma família. Temos 3 filhas. A elas ensinamos exigirem respeito (pq isso é o mínimo), mas também ensinamos a se defenderem, em varios aspectos. Agora, temos a chance de mais uma conquista para a nossa comunidade LGBTQ+ (onde incluo minhas filhas): a criminalização da homofobia! O STF mais uma vez pode fazer diferença na garantia do mínimo: o direito à vida. Somos o país que mais mata homossexuais no mundo. Eu não posso morrer por amar uma pessoa do mesmo sexo. Ele não pode morrer por andar de mãos dadas com o namorado. Basta de impunidade. Tem que ser crime. #écrimesim #criminalizaSTF #homofobianão #pelacriminalizaçãodahomofobia #stf

A post shared by Malu Verçosa Mercury (@maluvercosa) on

View this post on Instagram

quantes acham essa foto desnecessária? quantos e quantas dizem: pra quê? ser lésbica tudo bem mas ninguém aguenta mais você falando sobre isso. não precisava. quando leio isso, e ainda leio isso aqui, ainda aqui, que é um instagram de uma pessoa publicamente em um relacionamento lésbico, penso como isso me traz notícias de como nossa sociedade está. então o que não falta, se quisermos mesmo ver, são notícias de jornal falando de violências e homicídios contra pessoas lgbtq só porque essas pessoas são lgbtq. é a dificuldade de conseguir um emprego, de alugar uma casa, só porque você é trans, ou um casal de lésbicas, ou um casal gay. hoje o supremo tribunal federal vota a criminalização da lgbtqfobia. torna crime um ato motivado somente por ódio. #écrimesim #homofobiaécrime #criminalizastf

A post shared by bruna linzmeyer (@brunalinzmeyer) on

 

View this post on Instagram

#ÉCrimeSim #CriminalizaSTF

A post shared by Lia Clark (@liaclarkoficial) on

View this post on Instagram

#écrimesim Não aceitamos mais sangue derramado!

A post shared by Aretuza Lovi (@aretuzalovi) on

View this post on Instagram

É crime sim ou com certeza? #criminalizastf

A post shared by IZA (@iza) on

View this post on Instagram

Homofobia é crime SIM. ❤????? #CriminalizaSTF #ÉCrimeSim

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on