Estudante de jornalismo sofre ataque homofóbico
Estudante de jornalismo sofre ataque homofóbico (Foto: Reprodução/Instagram)

O estudante Luiz Otávio Crisóstomo afirmou ter sofrido um ataque homofóbico dentro de um ônibus na zona oeste de São Paulo. O caso aconteceu nesta quarta-feira (27) quando estava a caminho do estágio.

A vítima contou que estava em um banco nos fundos do veículo, junto com uma amiga, quando foi surpreendido por socos. O autor das agressões que aparentava ter cerca de 30 anos teria atingido o olho e a cabeça do jovem.

“Minha amiga notou que ele jogou a mochila na nossa frente e ficou parado. Por um segundo, ela pensou que ele fosse nos assaltar. Eu nem tive tempo de perceber porque, na mesma hora, senti o soco na minha cabeça. Atingiu o meu nariz.”, afirmou ele em entrevista ao UOL.


LEIA MAIS:

Convidada causa polêmica ao discordar de discussão sobre assédio no Encontro

Professor é demitido após assumir bissexualidade para salvar aluna de suicídio

Após bater em Luiz, o homem teria começado a gritar que os gays “os gays são responsáveis pela Aids” e que o rapaz teria transmitido a doença para ele. “Eu lia as notícias sobre homofobia nos jornais e pensava como agiria se um dia acontecesse comigo. Mas na hora fiquei sem reação, não consegui fazer nada.”, explicou o universitário que também não recebeu ajuda de nenhum outro passageiro presente no transporte.

Procurada pela reportagem, a SPTrans afirmou repudiar qualquer ação de discriminação. A empresa ainda informou que abriu uma investigação interna para apurar o motivo pelo qual o motorista não interviu durante o episódio.