Fátima Bernardes
Fátima Bernardes (Foto: Reprodução/TV Globo)

O assédio contra mulheres no carnaval foi um dos temas do programa Encontro, desta quinta-feira (28). Com a presença da juíza Tatiane Moreira Lima, o matinal comentou sobre a diferença entre paquera e importunação sexual, que se tornou um crime. Entretanto, uma convidada da plateia causou polêmica nas redes sociais, por discordar dos pontos apontados afirmando achar um exagero. 

“É muito importante distinguir o que é paquera do que é importunação. Qual é esse limite? É o consentimento!”, disse a magistrada.  A moça da plateia, identificada como Carol, no entanto, surpreendeu a dar uma opinião contrária. “Eu não acho que seja uma importunação um olhar… Eu acho que, se você está se divertindo, se joga! Se você não quer ficar com a pessoa, você simplesmente se afasta e sai de perto. Agora tudo é importunação. Os homens não podem nem olhar mais para a mulher que agora vai preso, não pode encostar, não pode isso, não pode aquilo… eu acho um exagero“, opinou ela que causando espanto dos presentes no estúdio.

LEIA MAIS:


Thammy Miranda posa com carro conversível nas redes sociais

Pabllo Vittar anuncia clipe vertical em parceria com o Instagram

Tatiane, então, esclareceu a situação: “Só para a tirar a dúvida; não é ‘olhou, encostou’ e é crime. A pessoa tem que ter a vontade de tocar o seu corpo e você não querer aquele toque”, explicou. “Os dois querendo, tudo bem!”, afirmou Fátima.

“É importante a gente dizer, Fátima, que a lei não fala em mulher, então homens também podem ser vítimas de importunação”, acrescentou a magistrada. Carol, no entanto, não pareceu convencida: “É um exagero, eu acho um exagero”, insistiu. A fala da mulher foi alvo de muitas críticas nas redes sociais.

Assista:

Confira algumas reações dos internautas nas redes sociais: