Travesti de 30 anos sobrevive a esfaqueamento no peito, em Araraquara (SP)

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na madrugada do sábado (5), uma travesti de 30 anos foi esfaqueada no peito, no município de Araraquara, em São Paulo. De acordo com o G1, a motivação e o autor do crime são ainda desconhecidos pela Polícia Civil, que irá investigar o caso.

O boletim de ocorrência descreve que a vítima saiu para trabalhar, normalmente, na noite da sexta-feira (4). Por volta das 4h da madrugada do sábado, a família recebeu um telefonema. A pessoa que ligou informou que a travesti estaria passando mal, no Jardim Silvestre.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O irmão da vítima foi ao local e, ao chegar, viu que ela estava com uma facada no peito. Uma equipe da Unidade de Suporte Avançado (USA) a levou para Santa Casa de Araraquara.

Leia também:

Professora de Pilates causa após tweets homofóbicos: “Tá liberado matar viado”

1ª travesti a concorrer ao senado, Duda Salabert anuncia gravidez

Os familiares descartam a possibilidade de assalto, visto que a vítima estava com seus pertences de valor: carteira e celular. A assessoria da Santa Casa divulgou informação de que o estado de saúde da vítima é estável.

Em uma postagem no Facebook, o assessor de Políticas Públicas LGBT do município se pronunciou sobre o caso. “Irei atuar firmemente na cobrança de punição a essa pessoa”, afirmou Filipe Brunelli, ao pedir ajuda por informações do agressor.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio