Sabrina Santos Vidal
Travesti e professora, Sabrina Santos Vidal foi assassinada na Bahia (Foto: Reprodução/Facebook)

Sabrina Santos Vidal foi assassinada a facadas dentro de casa, no dia 31 de dezembro de 2018. Desde que foi indicado como suspeito de cometer o crime, V. S. S. esteve foragido da Polícia Civil. Nesta terça-feira (8), o homem foi encontrado em uma fazenda na zona rural de Taperoá, na Bahia.

De acordo com o G1, a Polícia informou que o suspeito deve ser encaminhado para o sistema prisional. Ao expedir o mandado de prisão preventiva, a delegada Ana Maria Mendes informou que o perfil do suspeito é de um jovem violento. Além disso, adicionou que a motivação para o crime teria sido dinheiro.

“Ele já tem esse histórico de abusar de pessoas e se aproveitar para conseguir vantagens financeiras. Já temos relatos dessa prática. A nossa linha de investigação é de que ele queria parte do 13º [salário] da vítima e, com a negativa, matou ela. Agora a gente apura se tem outra pessoa envolvida nesse caso”, explicou.


Veja mais:

Travesti de 30 anos sobrevive a esfaqueamento no peito, em Araraquara (SP)

Apple remove aplicativo de sua loja que promovia “cura gay”

Uma vez que os dois mantinham uma relação, o crime foi classificado como passional. O sepultamento de Sabrina aconteceu no dia 1º de janeiro de 2019, na cidade em que residia. Por conta do abalo que resultou do crime, a prefeitura de Taperoá cancelou as festividades de fim de ano, como atrações musicais e queima de fogos.