A vereadora Marielle Franco
Marielle Franco (Foto: Reprodução/Instagram)

Foi protocolado ontem (16) o projeto de resolução que institui o Prêmio Marielle Franco. A homenagem é destinada a pessoas e/ou entidades que se destaquem pela atuação em defesa de direitos e da cidadania.

Para o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa, Fábio Felix, “mais do que nunca, é imprescindível valorizar as iniciativas que colaboram para a construção da justiça social”, afirma.

Prêmio Marielle Franco de Direitos Humanos será concedido em sessão solene realizada anualmente, na primeira quinzena de março. A data foi escolhida por ocasião do Dia Internacional da Mulher e da data de execução da vereadora. A iniciativa destaca o compromisso da Câmara Legislativa do Distrito Federal com a defesa dos direitos fundamentais da pessoa humana.


LEIA MAIS:

Miss Rio de Janeiro terá primeira candidata transexual, Náthalie de Oliveira

Conservador, Egito autoriza uso de “Viagra Feminino”

Marielle Franco trabalhou na Coordenação da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Sua atuação em movimentos sociais e no mandato como vereadora foi centrado na defesa dos Direitos Humanos. No dia 14 de março de 2018, Marielle Franco foi brutalmente assassinada e até hoje não houve solição para o crime.

“Por sua trajetória e pelo significado de sua morte, Marielle faz jus a nomear esse prêmio. A condecoração é voltada a agraciar pessoas que dedicam a vida a defender os direitos de muitos. É uma forma de homenagem e também de manter o legado de defesa da cidadania e da dignidade humana vivo.”, destaca o Distrital.