Márcio Matos pastor da igreja Pentecostal Ana Baptista
Márcio Matos pastor da igreja Pentecostal Ana Baptista [Foto: Divulgação]

O pastor Márcio Matos é considerado um homem moderno e sem preconceitos. Ele é vice-presidente da Igreja Pentecostal Anabatista, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. O templo é uma das poucas unidades evangélicas que aceitam fiéis homossexuais e transexuais.
Para o líder religioso, a orientação sexual dos frequentadores da igreja não importa aos demais. O que tem real relevância é a fé, pois é ela que transforma. “Buscando ser um bom pastor e zelar a casa de Deus, permito a entrada de todos. A porta fica sempre aberta a todos, sem distinção, que são igualmente tratados. Acho que isso deixa as pessoas que querem realmente buscar a Deus mais à vontade”, afirma o pastor, que se mantém atento para que preconceitos não atrapalhem a comunhão.
“Não dou liberdade a ninguém para falar alguma coisa de outra pessoa. A obra não é do homem, mas de Deus. Ou seja, deixo nas mãos dEle. Há preconceitos por parte de muitos, mas acredito que, com o tempo, isso não existirá mais. Eu mesmo ainda tenho dificuldades e defeitos que busco em Deus a libertação”, avalia Márcio Matos. O pastor considera necessário buscar a orientação na presença de Deus para que cada um siga seu caminho.
Nos estudos bíblicos, Márcio Matos procura mostrar que alimentar preconceitos não é uma atitude cristã. “Digo sempre que no tempo em que Cristo esteve entre nós, sua igreja era todo o mundo, e ali tinha de tudo: ladrões, prostitutas e homossexuais. Ninguém questionou a Cristo o porquê de essas pessoas no mundo. Todas que foram a ele, ele aceitou e as libertou. Esse processo só cabe à pessoa e ao próprio Cristo”, diz.
LEIA MAIS:
Casado, pai de dois filhos — Sarah e Saulo Pôncio, dupla de Luan Otten na banda UM44k — e avô de dois netos — José Márcio e João Márcio, filhos de sua herdeira —, Márcio Matos também é muito ligado à família. Nas horas vagas, curte parte de seu tempo com os familiares, aos quais dedica atenção e cuidado. “Família é tudo, e cada um que chega se soma ao outro em todas as partes. Isso faz com que sejamos mais fortes”, diz o pastor, sogro do cantor Jonathan Couto e da empresária e digital influencer Gabi Brandt. “Nós nos respeitamos em tudo, compreendemos que somos falhos e que iremos falhar, mas entendemos que podemos superar tudo se nos unirmos. Colocamos a nossa família sempre em primeiro lugar. Vivemos bem na mesma casa pois há democracia: decidimos tudo em conjunto na presença de Deus”, completa Matos.
Aos 45 anos, ele concilia sua rotina como chefe de família e vice-presidente e pastor na Igreja Pentecostal Anabatista com a vontade de tornar a sociedade melhor. Sócio da fábrica Clean Tabaco, Márcio Matos é o responsável por projetos sociais que a indústria vem desenvolvendo em parceria com outras empresas, a fim de reduzir desigualdades. “Sou um empresário que veio de baixo, que começou como operário e passou por dificuldades em um Estado desigual”, conta.