Papa Francisco
Papa Francisco (Foto: Reprodução/Instagram)

O Papa Francisco defendeu a educação sexual nas escolas em sua passagem pela Jornada Mundial da Juventude, no Panamá. Questionado por um jornalista sobre a importância da disciplina para combater doenças e evitar gravidez precoce, o religioso disse apoiar a medida.

“Creio que nas escolas é preciso dar educação sexual. Sexo é um dom de Deus não é um monstro. É o dom de Deus para amar e se alguém o usa para ganhar dinheiro ou explorar o outro, é um problema diferente. Precisamos oferecer uma educação sexual objetiva, como é, sem colonização ideológica”, afirmou.

O pontífice ainda ressaltou a importância da escolha dos professores para passar o conteúdo aos jovens, e que o mesmo deve ser reforçado pelos pais. As informações são da agência Efe.


LEIA MAIS:

Lea T responde comentários transfóbicos em foto: “Te desejo a minha felicidade”

Escolas e universidades francesas oferecem estudo de questões LGBTs

“Nem sempre é possível por causa de muitas situações familiares, ou porque não sabem como fazê-lo. A escola compensa isso e deve fazê-lo, caso contrário, resta um vazio que é preenchido por qualquer ideologia”, contou.

Sobre a condenação do aborto, Francisco disse que é preciso ter uma mensagem de misericórdia, orientação já concedida a todos os padres ao invés do julgamento. “O drama do aborto, para ser bem entendido, precisa estar num confessionário. É terrível”, concluiu.