kevin hart
Kevin Hart durante o Good Morning America (Foto: Reprodução/ABC)

Definitivamente, o assunto está encerrado. Afirmação foi feita por Kevin Hart, em participação no Good Morning America, programa que vai ao ar na ABC. A emissora americana também é responsável por exibir a cerimônia do Oscar. As informações são do UOL.

Em 2018, o ator foi chamado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas para apresentar o Oscar 2019. Após uma polêmica envolvendo tweets homofóbicos que foram duramente criticados por internautas, Kevin Hart deu um passo atrás e desistiu da proposta.

Algum tempo depois, Ellen DeGeneres entrevistou Hart em seu programa. Na ocasião, a apresentadora, assumidamente lésbica, defendeu que o ator merecia uma segunda chance. A afirmação causou alvoroço e opiniões contraditórias, e inclusive uma nota informativa da produção do evento. No entanto, Kevin Hart declarou que o retorno como apresentador do Oscar 2019 já não é mais uma opção para ele.


“Não vou apresentar o Oscar este ano”, disse ele, sem hesitar. “As pessoas da Academia são incríveis. Eles fizeram a oferta, eu a recebi, e fiquei animado, mas não funcionou da forma como deveria. Neste momento, eu nem teria tempo para isso.”

Leia também:

“A melhor atitude é reforçar os laços que nos unem”, avalia Laerte sobre novo governo do Brasil

Bloco de festa LGBT tem Dark room e show de Lia Clark no carnaval

Ao continuar com o assunto, o comediante fez questão de enfatizar sua decisão. “Não há um fim nisso. Se eu continuar alimentando essa energia [de polêmica], só vai crescer. Eu não vou mais fazer isso”, declarou. “Eu quero que todo mundo saiba que eu já superei isso. É uma escolha que eu fiz: não vou mais falar sobre isso.”

Na última segunda-feira (7), o ator fez um pedido desculpas oficial para a comunidade LGBTQ, por conta das ofensas que proferiu. Essa é, provavelmente, a forma com que ele deseja que o caso seja encerrado.