Igor Guimarães
O humorista Igor Guimarães (Foto: Reprodução)

Em agosto de 2018, Igor Guimarães resolveu falar sobre sua orientação sexual durante o Programa Pânico, na rádio Jovem Pan. Nesta terça-feira (22), ele comentou sobre a decisão e as consequências dela, em participação no canal do YouTube do também humorista Bruno Motta. As informações são do UOL.

De acordo com Igor, a revelação foi complicada. “Foi terrível. Pra fazer humor, a gente tem que se livrar das nossas vaidades, e é terrível, porque a gente gosta das nossas vaidades. Isso era uma vaidade que eu tinha, de não falar disso, de esconder isso. Aí veio o humor, me deu um socão na boca e disse que tem que falar, senão eu não iria conseguir passar de fase. Então eu falei. Mas foi difícil, não é fácil, não”, disse o humorista.

Ao ser perguntado do porquê decidiu falar sobre sua orientação sexual, Igor deu a resposta em tom de bom humor. “Fiz isso mais por uma questão de facilitar. Pra não falar pra cada um [sobre sua sexualidade], eu falo: ‘Olha, gente, vê esse link aqui’. É uma questão mais prática mesmo”.


Leia mais:

Whindersson Nunes rebate comentário a sua aparência em foto que exibe tanquinho

O apresentador acrescentou que a decisão foi importante, visto que pessoas têm como referência o que humoristas e personalidades da TV no geral fazem. Sendo assim, Igor possivelmente teria ajudado pessoas que o acompanham.

“Será que ajudou? Existem muitas formas de refletir sobre um assunto, às vezes com psicólogos e remédios, às vezes com humor. Esse leque é importante, a pessoa tem para onde correr”, disse o entrevistado.

Ainda na conversa, Igor Guimarães falou sobre já ter feito teste para participar do programa A Praça É Nossa, do SBT. De acordo com ele, a tentativa foi um fracasso.

“O Carlos Alberto [de Nóbrega] me odiou. Eu fazia o marido de uma mulher do Nordeste, um homem que apanhava da mulher, andava com as mãos engessadas porque ela batia nele. Passamos o texto para o Carlos Alberto, ele tirou umas 70 piadas. Falava: ‘Isso aí não pode'”, revelou.

Saiba também:

Pastor acusado de homofobia não comparece à audiência com Daniela Mercury

“Na hora de gravar, o diretor cortou mais coisa ainda, ficaram só duas piadas. Quando a gente estava gravando, minha peruca começou a subir. No fim do quadro, a peruca já estava aqui [quase na nuca]. Aí acho que o Carlos Alberto pensou: ‘Eles não estão preparados, não estão prontos pra fazer humor'”, contou, se divertindo.

Confira o vídeo completo da entrevista: