Desfile da estilista brasileira Aline Celi tem protesto contra Bolsonaro em Berlim
Desfile da estilista brasileira Aline Celi tem protesto contra Bolsonaro em Berlim (Foto: Reprodução/YouTube)

A estilista brasileira Aline Celi fez um protesto contra o presidente Jair Bolsonaro ao desfilar a sua coleção na Berlim Fashion Week. O evento aconteceu nesta segunda (14) e terça-feira (15). Na passarela, três modelos seguravam cartazes com frases polêmicas ditas pelo político em inglês.

“O problema da ditadura foi torturar e não matar.”; “Você é muito feia para ser estuprada”, feita por Bolsonaro para a deputada Maria do Rosário. Além dessas, a frase da ministra Damares Alves que causou polêmica também entrou no manifesto: “Meninos usam azul e meninas usam rosa”. A modelo desta última, usava um macacão na cor azul.

LEIA MAIS:


Em vídeo, ator pornô gay quebra tabu sobre sexo com deficientes

Mariana Rios surpreende seguidores ao aparecer com biquíni que “simula” mamilos

O protesto

“Escolhi essas frases porque são coisas com as quais não concordo. Eu tenho muito amigo gay. Para mim, a orientação sexual de uma pessoa não quer dizer nada! Tenho vários gays na minha equipe, moro em Berlim, uma cidade aberta. O que interessa é as pessoas serem bons seres humanos. Tenho amigos que estão com medo de ir para a balada no Brasil porque podem apanhar. Não posso ignorar isso. Não é porque não moro no Brasil que não me preocupo. Meus amigos estão lá, minha família. Vou ao Brasil de dois em dois meses”, contou em entrevista ao Uol.

Celi acredita que o fato de morar longe do seu país faz com que ela tenha uma outra perspectiva. “Moro em uma cidade que é muito tolerante. Aqui as pessoas se vestem como querem, ninguém liga se alguém é rico ou pobre. Tem um clube de sexo aqui perto do showroom onde só pode entrar pelado e isso é aceito de boa. Quando a gente vê isso, fica mais tolerante. Quero que o Brasil seja mais tolerante também”, afirmou.