O funkeiro Nego do Borel
O funkeiro Nego do Borel (Foto: Divulgação)

A confusão protagonizada por Nego do Borel começou em 12 de janeiro, por conta de um comentário transfóbico proferido por ele e direcionado à Luisa Marilac. Onze dias depois, a repercussão ainda não cessou. Nesta quarta-feira (23), o cantor cancelou a gravação de seu DVD, que aconteceria de 29 de janeiro.

De acordo com ele, o motivo é que o dia da visibilidade trans é comemorado nessa data. “Nos últimos dias venho tentando aprender. Estou aprendendo e entendendo o significado de tudo que vem acontecendo. Descobri que no dia 29 de janeiro é dia da visibilidade trans”, disse ele, por meio dos stories do Instagram.

Saiba também:


Ex-BBB Cacau Macedo posa nua em praia e exibe bumbum nas redes sociais

Igor Guimarães comenta saída do armário no ‘Pânico’: “Foi terrível”

“Em respeito a todas as pessoas que feri, a comunidade LGBT+ e aos meus amigos que convidei para gravar o DVD junto comigo, peguei, sentei com a minha galera e tomei a decisão de deixar o meu DVD para gravar em outro momento”, revelou. “Agora não vai ser um momento de comemoração. Vai ser um momento de reflexão”.

O show de gravação do DVD de Nego do Borel já tem passado por alguns problemas, justamente por conta da polêmica. Logo depois de Luisa Marilac ter se mostrado ofendida por ele, Luísa Sonza cancelou a participação que faria no show. Nesta terça-feira (22), depois de Nego ter sido vaiado no ensaio do Bloco das Poderosas de Anitta, Ludmilla também cancelou sua participação. As informações são da Jovem Pan.

Ainda na terça-feira (22), Luisa Marilac procurou o funkeiro para dar um desfecho final à história. Segundo ela, a conversa seria em busca de ações reais por parte dele para o respeito com o público LGBT+.