“A vitória de Bolsonaro liberou o racismo, o machismo e a homofobia”, afirma Milton Hatoum a jornal inglês

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O escritor brasileiro Milton Hatoum fez várias críticas a Jair Bolsonaro em entrevista ao jornal Libération publicado nesta quarta-feira (12). Ele acredita que as minorias são as mais ameaçadas pelo governo do presidente eleito.

“A vitória de Bolsonaro liberou o racismo, o machismo e a homofobia. Ele fala de negros como se fossem animais”, declarou ele. Hatoum continua sua reflexão no texto alegando que “tempos difíceis que se anunciam no Brasil”. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

LEIA MAIS:

Jogador de futebol, Igor Julião critica a homofobia no esporte

Oito casais LGBTs realizam casamento coletivo em Teresina (PI)

O escritor ainda faz um apelo à solidariedade na França que acolheu muitos exilados durante os anos de chumbo das ditaduras militares na América Latina.

Outro setor da sociedade que ele cita como prejudicada com a vitória de Bolsonaro nas urnas é a cultura. “A eleição de Bolsonaro foi uma derrota brutal, principalmente para a cultura. Fomos derrotados pela extrema-direita, o que não é pouco”, disse.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio