A cantora Céline Dion no anúncio da sua linha de roupas agênero para crianças
A cantora Céline Dion no anúncio da sua linha de roupas agênero para crianças (Foto: Reprodução)

Como o Observatório G adiantou anteriormente, Celine Dion lançou uma linha de roupas infantis agênero pela NUNUNU. Agora, o site da National Catholic Register condenou o video da campanha afirmando que há “um lado sombrio” nele.

A teoria foi abordada após a cantora aparecer nas imagens mencionando uma Nova Ordem Mundial, que não foi bem vista por ‘eclesistas’. No comercial, ela invade uma maternidade onde todos os bebês vestem rosa e azul. Através do uso de um pó mágico, as vestes das crianças são transformadas em pretas e brancas, indicando o gênero neutro.

LEIA MAIS:


Atração do desfile, Halsey critica Victória’s Secret por falta de diversidade no elenco

Bohemian Rhapsody se torna uma das cinebiografias musicais mais vistas da história

“Estou convencido de que a maneira como essa coisa de gênero se espalhou é demoníaca”, afirmou um padre exorcista, John Esseff. “Eu nem sei quantos gêneros devem existir agora, mas existem apenas dois que Deus criou. A dimensão demoníaca da criação de tal linha de roupas é muito profunda”, continuou.

Para ele, o fato de crianças se identificarem como transgênero ou não-binários é obra do diabo. “O diabo é um mentiroso e há enormes mentiras sendo contadas. Isso está sendo feito por dinheiro, e há marcas do diabo nisso. Essa [neutralidade de gênero] é uma manobra que ele tem. Ele está sendo impulsionado por uma agenda porque existe um espírito por trás disso”, sentenciou.