Fior Pichardo de Veloz foi presa confundida com transgênero
Fior Pichardo de Veloz foi presa em cela masculina, após ser confundida com transgênero (Foto: Reprodução)

Uma senhora que vive na República Dominicana entrou com um processo contra a polícia da Flórida após ser colocada em uma cela masculina. O motivo para tal acontecimento seria um equívoco que a fez ser confundida com uma mulher transgênero.

Fior Pichardo de Veloz, recebeu o pedido de detenção no aeroporto dos Estados Unidos. A causa seria uma antiga denúncia sobre porte de drogas. Ela foi ao país por causa do nascimento do seu neto, e ficou cerca de dez horas esperando para ser analisada. Até que foi julgada por médicos que decidiram que ela se tratava de uma mulher transgênero.

O que ajudou o veredicto foi o fato dela estar com uma grande quantidade de hormônios femininos na bolsa. Porém, as pílulas eram apenas uma recomendação médica para controlar a menopausa.


LEIA MAIS:

Ator que viveu ranger azul revela ter sofrido com “cura gay”

Homem que xingou casal gay em trem da CPTM é condenado em São Paulo

Segundo o LGBTQNation, o médico que “examinou” Fior, não pediu para que ela tirasse a roupa ou fizesse algum exame físico. A ação afirma que o profissional também não questionou o porque ela tomava pílulas de hormônio.

A mulher afirma que ficou reclusa por um dia, cercada com 40 homens. À publicação, ela contou que sentiu muito medo de se mover. Até mesmo ir ao banheiro se tornou um problema, ela se sentiu obrigada a fazer suas necessidades nas calças.