luca
Luca Trapanese com sua filha Alba (Foto: Francesco Lepore / Attualità / Reprodução)

Luca Trapanese realizou um sonho. Não só dele, mas da pequenina Alba também. Aos 41 anos, o italiano decidiu adotar uma criança, e a sortuda foi Alba. Na época, a criança tinha um mês, tinha sido deixada pela mãe no hospital, logo que nasceu. Hoje, com um ano e meio, desfruta de todo o amor que Luca lhe oferece.

De acordo com o site Só Notícia Boa, Luca é gay, solteiro e católico. Realiza, desde os 14 anos, trabalhos sociais em casas que cuidam de crianças com doenças graves e portadoras de síndrome de Down. Para ele, adotar Alba foi a realização de um sonho.

“Uma criança portadora de deficiência não é uma oportunidade da série B, mas uma escolha consciente em relação à minha vocação e minhas habilidades”, afirmou Luca.


Para cuidar da criança, Luca conta com a ajuda de Luísa, uma ama, da mãe dele e de uma conhecida que também tem um filho deficiente, considerado por ele como seu irmão. A decisão da adoção tem inspirado muitas pessoas, especialmente depois que ele começou a aparecer em programas de TV da Europa.

Veja também:

Trisais bissexuais com dois homens são mais comuns, revela pesquisa

Alexandre Frota é condenado por injúria por acusação de Jean Wyllys

Ao contar sua história, Luca recebe mais reações do que esperava. “Minha página no Facebook e meu perfil atingiram mais de 12.000 pessoas. Eu recebo 500 mensagens por dia. É, portanto, uma reação inesperada. Mas isso nos faz refletir sobre o desejo de mudança por parte de muitos e muitos”, disse o pai adotivo, em entrevista ao GNews.