league of her own
Letreiro do bar League of Her Own, em Washington (Foto: Reprodução)

Com a ascensão de aplicativos de relacionamento, os bares voltados a clientes LGBTs têm que criar novas estratégias para atrair o público. É o caso dos bares lésbicos League of Her Own e XX+ Crostino, ambos em Washington.

De acordo com informações da Folha, esses dois bares foram inaugurados este ano e já trazem consigo novas estratégias para atração do público. O primeiro, cujo nome é uma expressão utilizada para dizer que alguém concorre sozinho em algo, adotou uma vibe lounge.

A gerente do League of Her Own, Jo McDaniel, explica que a intenção é “criar uma atmosfera acolhedora”. Para isso, fotos de personalidades femininas, lésbicas ou não, estão ornadas em uma das paredes do bar. As clientes podem conversar e jogar videogame, enquanto escutam músicas que vão de Christina Aguilera à Backstreet Boys, passando por um reggaeton.


Leia mais:

Clipe do cantor Luky LK atinge 40 mil visualizações; Assista “Contatinho”

II Feira de Produtos LGBT abre inscrição para expositores, em Vitória (ES)

Para quem curte festa, o segundo piso conta com DJ e pista de dança. McDaniel explica que, apesar de visar o público lésbico, homens e qualquer outra pessoa simpática à comunidade LGBT é bem-vinda.

Outro exemplo é o XX+ Crostino, descrito pelas gerentes como “uma casa fora de casa”. “Quero dançar sem ser assediada por um bêbado”, diz KB Chef, uma das sócias do bar. “Estar em lugares com pessoas que pensam como eu, onde uns cuidam da segurança dos outros.”

O XX+ é decorado com sofás, velas e uma mesa de sinuca. Tem como diferencial a venda de comidas, além dos drinks.