Shun
Shun de Andrômeda, na versão feminina, para a Netflix (Foto: Netfliz/Reprodução)

Shun de Andrômeda, de Cavaleiros do Zodíaco, é uma mulher na nova versão do anime para a Netflix. O roteirista Eugene Son excluiu seu Twitter após tentativas de explicar sua decisão para alguns fãs incomodados.

De acordo com o UOL, o trailer do novo Cavaleiros do Zodíaco foi apresentado na Comic-Con Experience (CCXP 2018), que aconteceu em São Paulo, na última semana. O roteirista explicou que a decisão havia sido ideia dele.

No dia 9 de dezembro, Eugene Son escreveu no Twitter: “A única coisa que me incomodava era que os Cavaleiros de Bronze eram todos rapazes. A série sempre teve personagens femininas fortes, dinâmicas e fantásticas, o que se reflete no número de mulheres que são apaixonadas pelo mangá e anime”.


A explicação

“30 anos atrás, um grupo de caras combatendo para salvar o mundo, sem nenhuma garota por perto, não era raro. Era o padrão. Hoje em dia, o mundo é diferente. Rapazes e garotas lutando lado a lado é o padrão. Certo ou errado, se mantivéssemos um time só de caras, o público poderia ver como uma sentença política da nossa parte”, continuou o roteirista.

Leia mais:

Após afirmar Pabllo Vittar no júri de RuPaul’s Drag Race, site apaga informações

Estrela de “Detetive Pikachu”, Justice Smith brinca com significado de “pika” no Brasil

Son comentou a possibilidade de criar uma nova personagem, mas a ideia não foi para frente por parecer um “gesto óbvio”. Quando surgiu a possibilidade de transformar Andrômeda em personagem feminino, a discussão evoluiu. “O Andrômeda que vocês conhecem continua sendo incrível. Esta é só uma nova interpretação, um novo olhar” afirmou Son.

Após ataques de fãs que não gostaram da decisão, o Twitter do roteirista não pode ser encontrado.