pegação gay
pegação gay Foto: Reprodução/Internet)

Os membros do movimento g0y – homens que se definem heterossexuais, mas que transam com outros homens, sem praticar a penetração – vão ganhar um novo espaço para chamar de seu em São Paulo.

Com a inauguração prevista para o próximo dia 24, um bar será instalado em um sobrado no segundo andar de um sobrado no Largo do Arouche, centro de São Paulo, com várias salas para a interação dos rapazes.

Os espaços contarão também com “labirintos”; “glory holes” (pequenos orifícios onde se pode introduzir o pênis para que o parceiro faça sexo oral do outro lado) e “bud holes”(o mesmo, só que com a bunda).


O bar é considerado um local novo e seguro para os g0ys, até então os adeptos do movimento se encontravam em sítios realizados em sítios próximos à São Paulo ou festas particulares em casas na cidade. A maioria dos homens são casados e em alguns casos, as esposas estão presentes nos eventos.

LEIA MAIS:

Avon se junta a ONU para combater LGBTIfobia no ambiente de trabalho

Absolut lança edição limitada com embalagem criada a partir de cartazes anti-LGBTs

Em entrevista ao UOL, o dono do bar que se apresenta apenas como Karlos, explica que assim como nas festas, haverá uma patrulha antigay, na qual será permitida a chamada brotheragem (sacanagem entre brothers), ou, em inglês, “frottage” (esfregação), mas penetração é terminantemente proibido, passível de expulsão dos membros envolvidos.

Em relação à admissão de novos membros, ele diz que haverá um processo seletivo. “Se a gente vir que a pessoa não tem o perfil do movimento, vamos enviar uma carta para ela informando, num tom simpático, que infelizmente ela não preenche os pré-requisitos para fazer parte da confraria.”