A ministra da Educação Anja Karliczek
A ministra da Educação Anja Karliczek (Foto: Divulgação)

A ministra da Educação da Alemanha, Anja Karliczek, causou polêmica recentemente ao questionar a legalização do casamento homoafetivo. A lei foi aprovada em 2017, e concedeu aos casais pessoas do mesmo sexo os mesmos direitos que os heterossexuais.

Karliczek, que faz parte da União Democrata Cristã (CDU), classificou a decisão como precipitada. Entre os seus argumentos, há a falta de estudos de longo prazo sobre os efeitos em filhos de casais gays.

“Acho que a maneira como fizemos isso [legalizar o casamento gay] não estava certa”, disse Karliczek em entrevista ao canal alemão de notícias NTV.


LEIA MAIS:

Prefeita de Paris lança plano de ação para combater homofobia

Casal lésbico chama atenção por convite de casamento criativo

Oposição discorda

A ministra para Família, Idosos, Mulheres e Jovens, Franziska Giffey, imediatamente rebateu a colega de gabinete lhe mostrando que há pesquisas sobre filhos de casais homossexuais. “Estudos já mostraram que as crianças se desenvolvem tão bem em relacionamentos homossexuais como em famílias com uma mãe e um pai. O que conta é que as pessoas cuidem de seus filhos com amor”, disse Giffey, membro do Partido Social-Democrata (PCD).

Com informações da agência DW.