bandeira lgbt
Bandeira LGBT (FOTO: Reprodução/Internet)

O instituto Datafolha traçou o perfil de pessoas que podem ser consideradas homofóbicas no Brasil, e revelou que a maioria daqueles que apresentam comportamento contrário aos membros da comunidade LGBTQ pobres, mais velhos, menos escolarizados, nortistas e evangélicos. A pesquisa foi encomendada pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo.

Dos 9.173 entrevistados, 18% “homossexualidade deve ser desencorajada”, contra 74% que acreditam que 74% “homossexualidade deve ser aceita por toda sociedade”, estes em sua maioria mais jovens, tem altas renda e nível de instrução formal, sulistas, e ateus ou sem religião.

LEIA MAIS:


Irmão de Ariana Grande está namorando outros dois rapazes

Com bumbum empinado, Pabllo Vittar posta foto ousada de lingerie nas redes sociais

Outros 8% não souberam opinar, a margem de erro é de 2% para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%. A amostragem foi realizada através de sorteio aleatório, entre eleitores a partir de 16 anos, ou mais, em 341 municípios do país em 24 e 25 de outubro.