LGBTfobia
LGBTfobia (Foto: Reprodução)

Um estudante de Nuneaton, na Inglaterra, foi vítima de um ataque bifóbico, após se declarar como exclusivamente bissexual. O motivo para as agressões seria pelo fato do jovem “ser ganancioso”, por sentir atração por dois sexos.

A mãe da vítima relatou ao Conventry Telegraph o momento da violência sofrida pelo seu filho. “Ele tinha saído com amigos o dia todo e foi abordado na volta por um dos dois rapazes. Um chegou já agredindo e o outro dizendo: ‘O que você está fazendo com ele, você sabe que ele é bi’. Então outro disse: ‘E isto está certo?’ E o atacou”, disse.

“O segundo rapaz disse: ‘Eu não posso acreditar que você o acertou porque ele é gay’. O primeiro afirmou: “Eu não tenho um problema com os gays, mas eu tenho um problema com os gananciosos como ele”, continuou.


O rapaz foi jogado no chão e foi atingido com chutes e levado para uma área arborizada, onde foi dada a sequência do ataque. Os agressores também o ameaçaram, caso denunciasse o caso à polícia.

LEIA MAIS:

“É impossível ser homossexual no futebol”, declara jogador Olivier Giroud

Parlamento de Hong Kong rejeita proposta de legalização da união civil homoafetiva

Os autores do crime foram condenados a pagar uma indenização à vítima. A decisão do júri não agradou a família e nem ao estudante que esperavam uma pena em regime fechado.

“Até dois dias antes da audiência, nos disseram que eles seriam condenados à prisão pelo crime de ódio, ou ao menos um deles. Ao invés disso, ambos se safaram!”,  explicou a mãe do garoto.

O ato acabou desencadeando problemas psicológicos no rapaz. Apesar do apoio da comunidade local, o rapaz e sua mãe resolveram deixar a cidade.