O cantor Ney Matogrosso
O cantor Ney Matogrosso (Foto: Divulgação)

O cantor Ney Matogrosso acaba de lançar o seu livro de Memórias “Vira-lata de Raça”, organizado pelo jornalista Ramon Nunes Mello. Lenda da música nacional, ele divide suas principais recordações que viveu do alto dos seus 77 anos.

A obra passeia por diversos momentos da vida do artista. Desde a difícil relação com o pai, um militar linha-dura que rejeitava o filho até a consagração da carreira artística. A vida amorosa de Ney também será retratada como alguns amores e o mais famoso com Cazuza.

LEIA MAIS:


Evandro Santo lembra de paixão por colega de escola: “Não tinha a menor chance”

Homem confessa assassinato de travesti em Jundiaí (SP): “Estava me perseguindo”

Em entrevista à revista Quem, o cantor garante que não se arrepende dos acontecimentos em sua vida e que não há segredos a serem revelados. “Tudo que me perguntam eu respondo. Sempre”, afirmou.

Homossexual assumido, o artista garante que não sofre preconceito, mas pondera que esta situação pode mudar. “Não tenho medo do futuro, não tenho medo de nada. Não vou ser âncora de medo por causa de ninguém.”, contou em referência ao cenário político atual do país.