Claudia Raia como Tonhão em TV Pirata
Claudia Raia como Tonhão em TV Pirata (Foto: Divulgação)

A atriz Claudia Raia revelou em entrevista ao programa “Viver do Riso”, do canal Viva, que insistiu muito para conseguir o papel de Tonhão, do extinto TV Pirata, uma das personagens mais icônicas da sua carreira na qual interpretava uma lésbica com trejeitos masculinizados.

“Teve esse negócio [do quadro] As Presidiárias. Eu ia fazer o papel que ficou com a Louise Cardoso, que era a gostosa, meiga. O Guel queria assim. Falei: ‘Deixa eu fazer a sapatona, pelo amor de Deus’. E ele falou: ‘Claudia Raia, você é um símbolo sexual. Respondi: ‘E daí? Por isso mesmo!’”, lembrou.

LEIA MAIS:


Gloria Groove promove pedido de casamento lésbico durante show em festival

Escócia se torna o primeiro país a aprovar a inclusão do ensino dos direitos LGBTIs nas escolas

A famosa ainda contou que venceu o diretor pelo cansaço. “Quase enlouqueci o Guel. Ele me deu [o papel] porque não aguentava mais ouvir a minha voz. Aí, depois disso eu fiz a gorda, a mulher barbada, fiz de tudo. Como Tonhão, teve episódio em que eu abri a braguilha [da calça] e tirei pra fora um pau que eu não tinha. Podia tudo [no TV Pirata]”, continuou.

A interpretação no humorístico foi responsável pela consagração na sua carreira, antes ela conta que sofria muito preconceito por ser “gostosa”, e por isso, não era levada a sério. “Os anos 1980 abraçavam a gostosa, era uma estética que somava. Tinha total preconceito com ser gostosa. Eu tive muita dificuldade. Quando eu entrei no Viva o Gordo, pensei: ‘Tenho dois caminhos. Ou eu viro atriz, ou viro a gostosa. Eu sou gostosa. Então vou aproveitar isso pra me levar onde eu quero”, explicou.