Avon
Avon (Foto: Divulgação)

A Avon, gigante do mercado de cosméticos no mundo formalizou nesta segunda-feira (12), o compromisso com a Organização das Nações Unidas para combater a LGBTIfobia.

No documento, a marca elencou as recomendações contra a discriminação em Locais de trabalho, mercados de fornecedores e comunidades onde vivem funcionários, clientes e parceiros.

A presidente global da companhia, Jan Zijderveld ressaltou a importância da representatividade com o acordo. “Discriminação, de qualquer tipo, não é bem-vinda aqui. Queremos ser uma empresa totalmente inclusiva não só para os nossos colaboradores LGBTI, mas também para nossos clientes e fornecedores.”


LEIA MAIS:

Polícia da Tunísia força homens a fazer exame anal em supostos gays

Burger King lança vídeo que explica diferença entre opinião e preconceito

A Avon é uma das marcas que sempre se mostrou aliada da visibilidade para a comunidade LGBT. Ela foi a primeira a colocar uma transexual em uma campanha na TV aberta, com a ex-Banda Uó Candy Mel. Além disso, a empresa também firmou uma parceria com a drag queen Pabllo Vittar.

Os padrões de conduta da ONU se baseiam nos Princípios Orientadores das Nações Unidas sobre Empresas e Direitos Humanos. A iniciativa conta com a colaboração com o Instituto de Direitos Humanos e Negócios.

Mais de 200 companhias em todo o mundo expressaram apoio ao padrão, refletindo a ampla adesão dos diversos setores empresariais.