Gabrielle Joie em
Gabrielle Joie em "Sob Pressão" (Foto: Divulgação/TV Globo)

Uma das protagonistas dos episódios da atual temporada de “Sob Pressão”, a atriz transgênero Gabrielle Joie roubou a cena ao interpretar uma jovem com disforia de gênero e que injetou silicone em uma clínica clandestina, culminando em uma infecção a ser tratada no hospital onde se passa a trama.

Em um vídeo publicado em seu canal de YouTube, ela contou que assim como o seu papel
passou por problemas com a sua família. “Depois que eu me descobri, me assumi para os meus pais, passei a usar as roupas que eu queria, deixei o cabelo crescer, passei a tomar hormônio. Foi tudo bem sutil, mas claro que foi difícil. Minha mãe queria chamar um padre pra vir aqui em casa me exorcizar. Eu fazia de tempos em tempos alguma coisa diferente, pra não assustar tanto. Acho que foi essencial pra começarem a entender que [eu] não era uma coisa anormal. Leva tempo para as pessoas aceitarem”, afirmou.

Já ao Notícias da TV, Gabrielle contou como foi o deu processo de aceitação da sua identidade de gênero. “A partir do reconhecimento do meu corpo, comecei a sentir mais liberdade para me manifestar de diferentes formas e me encontrei no audiovisual e na modelagem. Comecei a trabalhar assim que cheguei em São Paulo, como vendedora de boutique, e desde então fui ganhando desenvoltura”, lembrou.


Na série, ela interpretou Jamile, uma jovem que havia fugido de casa por não ser aceita pelos pais e, sem dinheiro, tinha colocado silicone nos seios numa clínica caseira. “O assunto tratado em cena é extremamente importante para alertar que a falta de
salubridade e de preservação do corpo podem resultar em disfunções na saúde de qualquer pessoa.”

LEIA MAIS:

Bancada Evangélica divulga manifesto contra “ideologia de gênero” nas escolas

Reino Unido abre fundo para investir no combate do bullying contra LGBTs

“O maior desafio foi representar a história de forma fidedigna, para que o público sentisse a gravidade do assunto e não cometesse o mesmo erro que a personagem”, explicou.

Gabrielle estará de volta em breve, desta vez, como uma das protagonistas de “Toda Forma de Amor”, para o Canal Brasil. A atriz se identifica como mulher, e quer ser respeitada na mídia como tal. “Sei que fui registrada no sexo masculino, mas me identifico com o sexo feminino. É uma coisa que extrapola o âmbito genital, porque o que me define nunca foi minha parte de baixo, mas quem eu sou aqui dentro”, justificou.