Além de pajubá, prova do Enem traz questão sobre vivência da mulher lésbica

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além de trazer referências ao pajubá, dialeto oriundo da língua yorubá africana, o qual é muito utilizado por gays e travestis, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que aconteceu no último domingo (04) apresentou também uma questão na qual retratou a vivência de uma mulher lésbica.

A pergunta cita o trecho do conto “Vó, a senhora sabe o que é lésbica?”, retirado do livro Amora, de Natália Borges Polesso, lançado em 2015. Nos trechos apresentados na prova, a personagem principal Joana sofre uma tensão após ser retirada do armário pelo primo Joaquim para a família.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

LEIA MAIS:

Bolsonaro critica questão do Enem sobre pajubá, dialeto usado por travestis: “Não mede conhecimento nenhum”

Instituto Datafolha traça perfil de brasileiro homofóbico

O livro Amora recebeu o prêmio Jabuti em 2016, o mais importante da literatura brasileira, na categoria Contos e Crônicas em 2016. O conto vai virar um curta-metragem a partir do edital Elipse, Programa Estadual de Fomento ao Curta Universitário, concedido pela Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro e pela Fundação Cesgranrio. A produção conseguiu levantar também um valor através de financiamento coletivo.

Questão do Enem (Foto: Reprodução/Internet)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio