Técnica de enfermagem trans Julyana Barbosa exibe ferimentos da agressão
Técnica de enfermagem trans Julyana Barbosa exibe ferimentos da agressão (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Uma transexual identificada como Julyana Barbosa foi brutalmente agredida por quatro homens no último sábado (06), na cidade de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. O caso foi registrado como lesão corporal com motivação transfóbica.

De acordo com o jornal Extra, a técnica de enfermagem foi abordada pelos agressores quando retornava de uma boate. “Estava subindo a passarela, quando eles começaram a me ofender”, declarou.

LEIA MAIS:


Pabllo Vittar fala sobre inspirações para novo álbum: “Referências da infância e adolescência”

Roger Waters volta a criticar Bolsonaro em 2º show em São Paulo

Ela relatou que ouviu insultos como: “‘Olha o tamanho do viado! Bolsonaro tem que ganhar para tirar esses lixos da rua. Deve estar com Aids.” Ao tentar tirar satisfações com os acusados a trans foi atacada. Eu perguntei quem tinha dito aquilo. Foi quando um deles pegou uma barra de ferro e acertou minha cabeça. Caí e os quatro vieram para cima“, continuou.

Julyana afirmou ainda que conseguiu fugir do grupo e foi socorrida pelos seus irmãos ao chegar em casa, sendo levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Queimados, onde foi atendida e passou por sutura, levando dez pontos na cabeça.