Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal
Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (Reprodução/TV justiça)

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso afirmou que a corte máxima do país se manterá atenta na defesa dos LGBTs e demais minorias sociais a fim de evitar possíveis retrocessos no governo de Jair Bolsonaro.

De acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo, Barroso declarou que “o Supremo pode ter estado dividido em relação ao enfrentamento da corrupção. Muitos laços históricos difíceis de se desfazerem, infelizmente. Mas em relação à proteção dos direitos fundamentais, ele sempre esteve unido”, ponderou.

Leia mais:


OAB recomenda que LGBTs se casem antes de Bolsonaro assumir o poder para evitar perde de direitos

“Bolsonaro vai matar viados” diz criança de 8 anos em redação na escola

Barroso ressaltou que sempre houve consenso no tribunal “em favor das mulheres, dos negros, dos gays, das populações indígenas, de transgêneros, da liberdade de expressão”.