A atriz Nicoles Maines será primeira heroína trans da TV americana em Supergirl
A atriz Nicoles Maines será primeira heroína trans da TV americana em Supergirl (Foto: Reprodução)

Intérprete da primeira heroína transexual da TV, a Dreamer na série Supergirl, que estreou nova temporada no último domingo (14), nos Estados Unidos, Nicole Maines fez em entrevista ao G1, um comparativo sobre a personagem e o posicionamento ativista que exerce na vida real.

“Uma diferença é que não preciso estar em forma para ser uma ativista. São duas coisas diferentes, mas no fim os objetivos são até que bem parecidos”, afirmou.

Leia Mais:


“Somos pessoas normais”, afirma Nicole Maines, intérprete de 1ª heroína trans da TV

Nova série de Pokémon indica casal lésbico shippado por fãs em teaser

A estrela espera passar uma mensagem que ser trans é normal e não há nada de errado sobre isso. “Tenho meus problemas, desejos e uma vida igual à de todos. Não quero que a personagem seja definida por ser trans, quero focar na mensagem que pessoas trans são pessoas”, disse.

Ativista dos direitos trans, Nicole foi uma das responsáveis pela reivindicação ao uso do banheiro feminino na escola. Em 2014, o Tribunal de Justiça do estado decidiu que a escola violou seus direitos civis. “Dizem que sou uma heroína, mas eu só queria usar o banheiro”, minimizou.

 

Apesar da notícia da entrada de uma heroína trans ser recebida de maneira positiva, ela lembra que a mesma reação não aconteceria anos atrás. “Havia mais hostilidade… Isso me fez ver o quão longe chegamos”.

Apesar dos avanços, a atriz acredita que falta mais representatividade para pessoas trans na TV e cinema. “Espero que apareçam mais atores trans. Existem menos personagens trans do que deveriam. Então temos que ter atores trans interpretando trans para termos mais oportunidade”.