Pabllo Vittar no clipe Então Vai
Pabllo Vittar [Foto: Reprodução/Instagram]

Ícone LGBT do país, Pabllo Vittar voltou a se posicionar publicamente contra a candidatura de Jair Bolsonaro e fez um apelo para que os eleitores brasileiros votem em Fernando Haddad no segundo turno.

Aludindo à sobrevivência das pessoas LGBTs, Pabllo dirigiu-se àqueles que têm amigos gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros e afirmou que, “se você ama seus amigos vote 13 no segundo turno”, acompanhado pela hashtag #HaddadPresidente.

Implicitamente, Pabllo Vittar emitiu um alerta contra os discursos homofóbicos de Jair Bolsonaro e o temor de que a comunidade LGBT passe a sofrer perseguição dos eleitores do militar após o resultado do pleito que acontecerá no próximo domingo (28).


Leia mais:

Dotadão do pornô, Eduardo Picasso protesta contra Bolsonaro

Atriz trans Maria Clara Spinelli defende o voto em Fernando Haddad

Logo após o resultado do primeiro turno, dezenas de casos sobre ataques contra LGBTs cometidos por supostos eleitores de Bolsonaro foram noticiados, alguns com vítimas fatais.

Bolsonaro se destacou na imprensa internacional por seus discursos conservadores e contrários às pautas progressistas durante seus 28 anos de vida pública como deputado federal.

Em vídeos, o candidato já chegou a admitir “ter orgulho” de ser homofóbico e recentemente assinou documento em que se compromete apenas com o casamento heterossexual, caso seja eleito.

Em relação aos planos de governo de ambos os candidatos, Fernando Haddad incluiu a comunidade arco-íris em seu projeto de país, com políticas afirmativas e combate a LGBTfobia. Já Bolsonaro sequer cita o termo “LGGBT” em seu projeto.