O cantor Roger Wats no show em São Paulo
O cantor Roger Waters no show em São Paulo (Foto: Fábio Tito/G1)

O cantor Roger Waters, ex-integrante do Pink Floyd, dividiu a plateia presente no seu show em São Paulo, nesta terça-feira (09), no Allianz Parque. Famoso por sempre trazer temas politizados durante o espetáculo ele causou comoção ao fazer um protesto contra o candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro.

Ao exibir no telão a hashtag #EleNão, que faz parte da campanha que pede para que as pessoas não votem no presidenciável por seus posicionamentos polêmicos, o público respondeu com vaias e xingamentos como: “Vai tomar no c*”, “Filho da p***” e “babaca” que logo foram abafados por gritos de apoio ao protesto.

LEIA MAIS:


Bruna Linzmeyer rejeita rótulo de lésbica no “Amor e Sexo”:”Sou o que eu quiser”

Imagem de Ruby Rose como Batwoman, 1ª heroína lésbica da DC, é divulgada

O momento que durou cerca de cinco minutos causou um nítido constrangimento no ex-Pink Floyd, mas ao dar sequência à manifestação ao exibir no telão que Bolsonaro é neofacista como políticos de outros países como Donald Trump e Vladimir Putin em outro trecho da apresentação, as vaias voltaram e fizeram o roqueiro parar o show.

“Sou contra o ressurgimento do fascismo. E acredito nos direitos humanos. Prefiro estar num lugar em que o líder não acredita que a ditadura é uma coisa boa. Lembro das ditaduras da América do sul e foi feio”, declarou Waters visivelmente surpreso com a reação da plateia.

1 COMENTÁRIO

  1. Roger Waters critica o Bolsonaro em seus shows aqui pelo Brasil. Não importa em quem você vota, seja melhor do que os fanáticos que são capazes de partir pra violência só porque não aguentam uma manifestação contrária. Todos tem o direito de se manifestar pacificamente. Quem pede paz e um país melhor mas cai no desrespeito e na agressão só faz desse um país pior. #AbaixoAViolência!

DEIXE UMA RESPOSTA