Papa Francisco
Papa Francisco (Foto: Reprodução/Instagram)

Um projeto-piloto implantado com o intuito de ouvir crianças que foram vítimas de abuso sexual em igrejas Católicas, através da Comissão para Proteção de Menores do Vaticano está sendo implantado no Brasil.

O país será o único da América Latina a receber a iniciativa que também começará a funcionar na Zâmbia e nas Filipinas, sob a responsabilidade de Nelson Giovanelli, fundador da Fazenda da Esperança, programa ligado à Igreja Católica para reabilitação de dependentes químico.

Ainda não se sabe ao certo qual será o melhor canal para receber os relatos, que pode acontecer pela internet e também telefone. A escolha de Giovanelli foi por causa do seu trabalho feito com dependentes. “Cerca de 30% dos jovens que procuram a Fazenda da Esperança começaram a usar drogas depois de sofrerem abuso sexual na infância”, disse. “E percebemos que deixá-los falar, sem julgamento, os alivia”, analisou em entrevista ao UOL.


LEIA MAIS:

Roger Waters homenageia mestre capoeirista morto por eleitor de Bolsonaro em show em Salvador

Victoria Beckham revela que Elton John foi o “culpado” por saída do Spice Girls

Estados Unidos, Austrália, Irlanda e Alemanha já tem o projeto de ouvidoria de vítimas implantado.. No último relatório referente aos EUA, divulgado em agosto, majs de 300 religiosos foram acusados em casos de abuso sexual contra menores envolvendo sacerdotes, pela Suprema Corte da Pensilvânia.

Na Alemanha, um estudo financiado pela Conferência dos Bispos Alemães mostrou que 3.677 menores de idade foram abusados entre 1964 e 2014. Ainda não há levantamento similar no Brasil.