A cantora Claudia Leitte
A cantora Claudia Leitte (Foto: Divulgação)

Desafiada por Anitta, a participar da campanha “Ele Não” – que vai contra a candidatura à presidência de Jair Bolsonaro , a cantora Claudia Leitte falou sobre o seu posicionamento político nas eleições deste ano em entrevista ao site Bocão News neste domingo (14), durante o evento Micareta Salvador.

Apesar da pressão exercida para que ela apoiasse a causa encabeçada por minorias como mulheres, LGBTs, negros e esquerdistas, Leitte preferiu se abster sobre o caso. “Acho que tem que ter amor em tudo que a gente faz. Com amor tudo se resolve. Com amor conseguiremos fazer uma revolução. Para mim isso é o que importa”, afirmou.

LEIA MAIS:


Drag de RuPaul quebra mão ao socar rosto de Nazista: “Essa bicha não será uma vítima”

Bruno Gagliasso afirma que mudou posicionamentos sobre homofobia e racismo após adoção: “Fico triste por ser tarde”

Em setembro deste ano, a artista já tinha se posicionado de maneira sutil  durante um show em Brasília dentro da festa Blow Out, sobre o assunto com o seu público que tem uma parcela considerável de membros da comunidade LGBT.

“Como mulher eu preciso dizer que eu não tolero misoginia (ódio ou aversão à mulher) e aqui junto de vocês que eu vou reiterar que eu não admito, eu não tolero homofobia. Eu nunca vou tolerar o ódio contra vocês! Vocês me entenderam?”, disse