A vereadora do PSOL Marielle Franco
A vereadora do PSOL Marielle Franco (Foto: Reprodução/Instagram)

A Câmara de Vereadores de Salvador aprovou nesta segunda-feira (29) o projeto de lei que propõe o batismo de uma rua da cidade com o nome da vereadora do Rio de Janeiro (PSOL) Marielle Franco, morta em março deste ano a tiros no centro da capital carioca.

O texto tem a proposta da vereadora Aladilce Souza (PCdoB) e foi apresentado na Casa em maio. Na época, a parlamentar justificou em entrevista ao site Bahia Notícias que não só uma homenagem, o ato mostra o reconhecimento da importância de Marielle.

LEIA MAIS:


74% dos brasileiros acreditam que a homossexualidade deve ser aceita na sociedade, diz Datafolha

Rafa Brites denuncia ataque homofóbico de eleitor de Bolsonaro sofrido por sua irmã

“Tristemente, como a história brasileira nos mostra, fora mais uma vítima do sistema e como este se organiza para calar a voz de quem se coloca à luta (…) consideramos de extrema importância a valorização de personalidades que tenham contribuído para a edificação de histórias municipal, estadual e/ou federal mais inclusivas e materialmente igualitárias, como é o caso de Marielle”, afirmou.

Marielle Franco foi brutalmente assassinada enquanto saía de um evento sobre combate ao racismo, na Lapa (RJ). No momento da ação, estava no carro junto a sua assessora e o motorista Anderson Pedro Gomes, que também foi atingido pelos disparos e não resistiu.  A polícia trabalha com a hipótese de execução como principal motivação para o crime. Mulher, lésbica e negra, ela ficou conhecida pelas suas pautas a respeito dos Direitos Humanos.