LGBTs protestam contra Bolsonaro em todo o país
LGBTs protestam contra Bolsonaro em todo o país (Rerodução/Twitter)

O movimento das Mulheres Contra Bolsonaro que levou milhares de manifestantes às ruas de todo o país e outras capitais do mundo, contou com o apoio dos LGBTs.

Durante as manifestações que aconteceram no último dia 29, milhares de representantes da comunidade arco-íris também foram protestar contra Jair Bolsonaro, que é reconhecido por suas falas homofóbicas.

Leia mais:


Com 126 ocorrências, São Paulo lidera ranking de denúncias de violência contra LGBT no 1º semestre

STF decidirá em novembro se discriminação contra LGBT deverá ser considerada crime

O ato faz parte da campanha #EleNão que viralizou nas redes sociais na última semana e diz “não” ao ex-deputado, que concorre à presidência pelo PSL.

Jair Bolsonaro é crítico assumido da comunidade LGBT e contrário às pautas progressistas. O mesmo já chegou a afirmar que a homossexualidade “se revolve com um couro”.

“Quando o pai perceber que o filho é meio viadinho (sic) basta dar um couro”.

View this post on Instagram

Ele não porque ele não respeita as mulheres, a comunidade LGBT, os negros, os índios, as mães que lutam diariamente para criar seus filhos sozinhas. Ele não porque ele representa um retrocesso gigantesco para o nosso país, para os nossos direitos e para a nossa democracia. Ele não porque em 27 anos como deputado não fez absolutamente nada pelo povo. Ele não porque ele seria um desastre para a economia do Brasil e, como sempre, a população mais pobre seria a mais afetada. Ele não porque as propostas de campanha dele estão muito longe de solucionar nossos problemas em educação, saúde, segurança, entre tantos outros. Muito pelo contrário: ele só iria causar mais problemas. Por esses e por inúmeros outros motivos: #EleNão #EleNunca #DesafioUnidasNasRuas

A post shared by Amanda Calegaro Thiel (@amandacthiel) on

Com informações do Guia Gay SP