Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/GloboNews)

Uma mulher lésbica de 24 anos, moradora de Belo Horizonte, em Minas Gerais, foi agredida por um homem, após a mesma dizer que não vota em Jair Bolsonaro.

De acordo com o relato da vítima à polícia e ao jornal O Estado de Minas, na última terça-feira (09), ela caminhava pelo bairro São Luiz, na região da Pampulha, quando foi parada por um homem, que questionou-a sobre em quem a mesma votaria no segundo turno: Fernando Haddad ou Bolsonaro.

“Quando disse que não votaria em Bolsonaro, ele jogou caixas em cima de mim. Eu caí no chão, machuquei o rosto e a mão. Fiquei desesperada e saí correndo”, disse.


Leia mais:

Discriminação contra LGBTs passa a ser crime em Tóquio, no Japão

Após eleições, Grindr pede que gays brasileiros tenham cuidado com a violência

“Não sou petista, mas o que o outro candidato quer fazer é uma ditadura. As pessoas sofrem com isso, jamais apoiaria um candidato que tem ódio das minorias e as pessoas LGBT. Eu sou uma delas”, explicou.

Nas redes sociais, a jovem postou uma foto com a mão imobilizada, em decorrência da agressão sofrida e mandou um recado para os parentes.

“Familiar ou colega de trabalho que diz gostar de mim mas vota no Bolsonaro, tá com a mão suja de sangue, do meu sangue”, escreveu.

DEIXE UMA RESPOSTA