Os irmãos gêmeos Jack e Jace Grafe
Os irmãos gêmeos Jack e Jace Grafe (Reprodução)

Os irmãos gêmeos Jack e Jace Grafe têm muito em comum em suas vidas individuais, inclusive a identidade de gênero: ambos nasceram mulheres, mas se identificam como homens trans.

Em entrevista ao canal Fox5, dos Estados Unidos, eles contaram como foi o processo de descoberta da transexualidade em suas vidas, e como se deu a transição para o sexo com o qual se identificam.

“É como estar na prisão, exceto que é no seu próprio corpo”, disse Jack.


Leia mais:

Cate Blanchett defende que héteros e cisgêneros interpretem LGBT

Carol Duarte interpretará prostituta em “O Sétimo Guardião”

Segundo contou, ele e seu irmão se abriram um para o outro sobre o assunto quando tinham 15 anos. Na época, para surpresa um do outro, eles descobriram que ambos se sentiam insatisfeitos com a própria imagem.

“Às vezes, eu me pergunto se ele não estivesse aqui, se eu estaria sozinho, se teria pensamentos suicidas. Não estou dizendo que eu teria, mas é muito possível. Eu ficaria definitivamente sozinho”, ressaltou Jace sobre a importância de ter seu irmão ao lado.

O processo de transição de gênero teve início aos 21 anos, em 2016. Agora, aos 23, eles chegaram à etapa principal, que constou em se submeter a uma mastectomia masculinizadora [retirada dos tecidos mamários e desenho para peitoral masculino]. A intervenção cirúrgica foi realizada em agosto.

Agora, com seus respectivos nomes masculinos legalmente documentos, Jack e Jace afirmam que se finalmente, podem se sentir “perfeitos” para eles mesmos.