Erick Witzel lamentou o resultado das eleições
Erick Witzel lamentou o resultado das eleições (Instagram)

O chef de cozinha Erick Witzel, de 24 anos, filho transgênero do candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo PSC Wilson Witzel (PSC), acusou o pai de usá-lo durante a sua campanha eleitoral, em entrevista concedida ao jornal O Globo.

Erick, que já havia se manifestado no seu perfil no Instagram, logo após o resultado da contagem dos votos que deu o direito de seu pai disputar o segundo turno junto com Eduardo Paes dizendo que era “um dia triste para a história do nosso estado e do nosso país”, disse que o político desrespeitou a sua privacidade ao mencioná-lo em vários momentos da sua campanha como seu filho trans, mesmo contra a sua vontade.

LEIA MAIS:


Aretuza Lovi reforça apoio em Fernando Haddad para presidência:”A favor de um país melhor”

Fernanda Gentil sai para jantar com pai e namorada no Rio

“Eu me senti usado nas entrevistas que ele deu“, afirmou o cozinheiro que se refere a momentos como em uma entrevista à CBN na qual o ex-juiz mencionou o filho mesmo sem ser questionado.

Ainda segundo o jornal, Erick Witzel está de licença do restaurante que trabalha em um hotel cinco estrelas da capital fluminense até o fim das eleições. O motivo para a falta no trabalho seria o receio de sofrer bullying dos colegas.