Facebook
Facebook (Foto: Reprodução/Internet)

De acordo com diversos relatos recolhidos pelo The Washington Post, o Facebook começou a bloquear qualquer anúncio que possua temática LGBT. Fontes de dentro da empresa afirmam que o motivo para que estes posts tenham sido barrados seria pelo fato destes possuirem algum tipo de mensagem política.

O posicionamento se deve após a repercussão negativa que a rede social sofreu, após a  interferência russa durante as eleições para presidente dos Estados Unidos em 2016. O  Facebook está mais rígido com anunciantes que contenham qualquer mensagem política.

Entretanto, muitos dos anúncios com cunho LGBT que foram recusados não continham nenhuma mensagem política por trás. Pelo tema cair sob a alcunha de direitos civis, um tópico que é considerado pela rede social como político, o Facebook exige uma autorização especial para que estes sejam veiculados.


A autorização para veiculação de anúncios sobre o tema seria concedida caso essas pessoas se cadastrassem como entidades políticas no Facebook, um processo que requer o envio de documentos pessoais, comprovante de residência e os números do Seguro Social.

LEIA MAIS:

Pabllo Vittar anuncia lançamento de Disk Me para esta sexta-feira (05)

Francinne lança clipe em parceria com Wanessa Camargo; assista “Tum Tum”

Ainda assim, muitos usuários reclamam de nem saberem da existência desse tipo de cadastro, enquanto outros afirmam não veem motivos para se cadastrar como entidade política quando nenhum dos anúncios que querem publicar são desta natureza — como, por exemplo, páginas de boates LGBT

Não só as contas dedicadas a diversidade sexual estão sofrendo censura. Divulgação de festas com temas étnicos e raciais, além de portais de notícias também têm sofrido boicote da plataforma. O Facebook ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso, que por enquanto parece estar acontecendo apenas nos Estados Unidos.