Eleitores de Bolsonaro propagam fake news envolvendo a comunidade LGBT

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As eleições 2018 estão sendo marcadas pelas fake news, principalmente contra candidatos de esquerda. Agora, eleitores de Jair Bolsonaro estão propagando notícias falsas sobre a campanha de Fernando Haddad, envolvendo, inclusive, a comunidade LGBT.

Recentemente, apoiadores de Bolsonaro passaram a compartilhar uma informação mentirosa, atribuída à vice de Haddad, Manuela D’Ávila, de que a mesma se comprometeu a colocar a bandeira LGBT para “tremular junto com a bandeira brasileira”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com informações do site “Aos Fatos”, que combate fake news envolvendo a campanha de todos os políticos, independente de ideologia e partido, a notícia é mentirosa e foi replicada por sites duvidosos, como o blog César Weis e o site Que Notícias?.

Leia mais:

Em defesa dos direitos humanos, Lia Clark declaro voto em Haddad

Pabllo Vittar declara voto em Fernando Haddad: “É 13”

“É FALSO que Manuela D’Ávila, candidata à Vice-Presidência na chapa de Fernando Haddad, garantiu que, ao ganhar as eleições, faria a bandeira LGBT tremular junto à Bandeira Nacional. A afirmação foi atribuída à candidata no título de textos que se pretendem jornalísticos e que em seguida, utilizam-se de um texto e de um vídeo que não comprovam a veracidade da afirmação”, destaca Aos Fatos.

A intenção dos eleitores de Jair Bolsonaro ao propagarem notícias falsas envolvendo a comunidade LGBT é tentar provocar a ira dos conservadores, que se postam contrários aos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio