A drag queen Pabllo Vittar
A drag queen Pabllo Vittar (Foto: Divulgação)

A drag queen Pabllo Vittar foi alvo de um ataque promovido por eleitores do candidato à presidência Jair Bolsonaro na última semana, quando um mutirão convocado pelas redes sociais se encarregou de criar uma gama de dislikes no novo clipe de trabalho da artista “Disk Me” lançado recentemente.

Após o motim, a opção “Não gostei” chega a totalizar até o momento cerca de 100 mil dentre  os cinco milhões de visualizações que o vídeo já ultrapassa. Apesar da campanha do boicote, a produção com direção dos Primos, apresenta 240 mil likes.

LEIA MAIS:


Fernando Haddad quer criminalizar a homofobia e promete bolsas de estudos para transgêneros

Irmãos podem receber autorização para firmar união civil no Reino Unido

Vale lembrar que a performer chamou a atenção recentemente por cancelar a parceria com uma marca de sapatos que declarou apoio a Bolsonaro. Além disso, Pabllo também mostrou o seu apoio à campanha “#EleNão” ao fim da sua performance no Prêmio Multishow no último dia 25.

 

DEIXE UMA RESPOSTA