Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação)

Os eleitores nordestinos receberam, mais uma vez, ataques racistas nas redes sociais após o resultado das eleições deste domingo (28), que revelou uma vitória expressiva do candidato do PT Fernando Haddad, em toda a região. Internautas apoiadores do presidente eleito Jair Bolsonaro publicaram posts contrários sobretudo aos baianos onde o petista teve a maioria dos votos, LGBTs e negros também foram alvos das agressões.

Os apoiadores do candidato do PSL já haviam protagonizado ataques aos moradores do nordeste no primeiro turno, quando Haddad levou a melhor em oito dos nove estados, perdendo apenas para Fortaleza que elegeu Ciro Gomes (PDT).

LEIA MAIS:


Famosos LGBT reagem a vitória de Jair Bolsonaro na presidência:”Resistência”

Defensoria Pública do Acre abre inscrições para 2º casamento homoafetivo coletivo em Rio Branco

O mesmo tipo de crítica ao nordeste vindo de outras localidades do Brasil aconteceu nas eleições de 2014, quando a então presidenta Dilma Rousseff foi eleita também em toda região do nordeste na corrida contra Aécio Neves (PSDB).

Jair Bolsonaro foi eleito com 55% dos votos válidos contra 44% de Haddad. Sua campanha eleitoral foi marcada pela polaridade dos eleitores e não teve apoio da maioria dos membros da comunidade LGBT, por causa das polêmicas declarações contra esta parcela da sociedade feitas .

Confira alguns dos ataques contra Bolsonaro: