O ator James Van Der Beek em Pose
O ator James Van Der Beek em Pose (Foto: Reprodução/FX)

Criadores da série Pose – que retrata a ascensão da cultura LGBT em Nova York nos anos 1980 -, Ryan Murphy e Brad Falchuk revelaram à revista Entertainment Weekly que o personagem Matt Broomley, interpretado pelo ator James Van Der Beek, foi inspirado no presidente Donald Trump, na época ainda exercia o cargo como empresário nos Estados Unidos.

A ideia inicial era chamar o personagem de fato com o mesmo nome do republicano mas acharam melhor deixá-lo apenas como uma citação. “Chegamos à conclusão que ninguém queria vê-lo [em cena]”, afirmou Murphy. “Teríamos um ator interpretando alguém que já é um personagem. Isso poderia afastar as pessoas da série”,  completou.

Apesar de não ser citado nominalmente, a personalidade do chefe de estado foi mantida na trama, o tom sério foi mantido e Matt trabalha na Trump Tower, edifício arranha-céu de 58 andares em frente ao Central Park.


LEIA MAIS:

80% das mulheres são favoráveis aos direitos iguais para trans, revela pesquisa

Com cenas quentes, Gloria Groove lança clipe com Taiguara Nazareth; assista “Apaga a Luz”

O núcleo no qual Matt está aborda como homens cisgêneros tratam pessoas transexuais. Branco, bem casado e com filhos, Stan irá se envolver com uma mulher trans, a Angel, vivida por Indira Moore.

“Ele [Bromley] é a representação de tudo o que está errado em termos de hipocrisia. E não poderia haver alguém mais no lado oposto ao dele do que [a trans] Blanca [MJ Rodriguez]”, explicou Falchuk.