Casal LGBT de mãos dadas
Casal LGBT de mãos dadas (FOTO: PAULO PINTO/FOTOS PUBLICAS)

Um casal lésbico alegou ter sofrido um ataque homofóbico em um shopping de Fortaleza, na última sexta-feira (12). O caso foi relatado pela vítima em seu perfil no Facebook, que contou ter sido abordada por dois homens enquanto passeava de mãos dadas com a sua namorada.

“Atravessávamos a alameda do shopping, de mãos dadas, como sempre fizemos e fazemos, quando dois homens na faixa dos 40 anos esbarraram em mim e um deles disse: ‘Sapatona tem que morrer'”, lembrou.

A vítima que diz ser delegada afirmou ter sido a primeira vez que sofreu uma agressão lesbofóbica desde que se assumiu quando tinha 15 anos.


LEIA MAIS:

Empresária é agredida após ser confundida com travesti em Manaus: “Me chamou de escória da humanidade”

Jovem é baleado na cintura durante ataque homofóbico em bar no MS

“Eu já contribuí tanto e contribuo diariamente com esse País, já coloquei na cadeia pedófilos, feminicidas, estupradores, tirando da sociedade uma escória de criminosos que poderiam estar nas ruas colocando em risco a vida de inúmeras famílias, inclusive a desses criminosos cretinos que me ameaçaram hoje!”, desabafou.

Por meio de nota enviada pela sua assessoria ao portal O Povo Online, o shopping afirmou que “repudia qualquer ato de preconceito”, além de tratar em “posição de respeito à diversidade“. Informando ainda que nestes casos, a administração recomenda que se procure a equipe de segurança para que seja dado o suporte necessário.