Candidatos e eleitores do Bolsonaro destroem homenagem feita à Marielle Franco

Dois candidatos do PSL do Rio de Janeiro causaram revoltaram nos internautas nesta quarta-feira, 3, após imagens que mostram os políticos destruindo uma homenagem pública feita à vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) circular nas redes sociais.

Na imagem que está viralizando na web, Rodrigo Amorim, candidato a deputado estadual, e Daniel Silveira, que tenta uma vaga como deputado federal, aparecem quebrando uma placa com o nome da vereadora, assassinada no dia 14 de março no centro do Rio. Na ocasião, seu motorista, Anderson Gomes, também foi executado.

Leia mais:


Fernanda Lima relembra conselhos que deu a Pabllo Vittar: “Não aceita desaforo”

“Ô bicharada, toma cuidado, o Bolsonaro vai matar viado”, cantam homofóbicos em SP

Em um vídeo divulgado no Facebook, os candidatos mostram orgulhosos o ato considerados por ele uma forma de “restaurar o patrimônio” e manter viva a memória de “Marechal Floriano”.

Uma das repugnantes características da esquerda é querer justificar seus meios sórdidos pelos seus fins sociopatas.Um exemplo foi a depredação do patrimônio público no Centro do Rio de Janeiro, onde renomearam ilegalmente a Praça Floriano colando uma placa fake com os dizeres "Rua Marielle Franco" em cima da placa original.Cumprindo nosso senso de dever cívico, eu, Rodrigo Amorim 17777, e meu Irmão Daniel Silveira 1796 removemos fisicamente a depredação e restauramos a placa original, em homenagem ao grande Marechal brasileiro.Na minha vigilância não vou permitir bagunça socialista.Quero deixar claro que o crime contra a Vereadora, assim como, os 60 mil assassinados por ano no Brasil, inclusive o pai assassinado na frente de seu filho naquela noite devem ser punidos.Essa semana outro pai foi executado na frente de seu filho. Recentemente uma mulher "negra, favelada e homossexual" também foi executada. A diferença: era policial.Em ambos os casos a esquerda barulhenta se calou. Hipócritas!Lugar de bandido é na cadeia ou no cemitério. A culpa disso é da própria esquerda que adota a cultura de passar a mão na cabeça de vagabundo.O futuro Presidente da República Jair Bolsonaro sofreu um atentado à faca contra a democracia e a esquerda se calou.Preparem-se esquerdopatas, no que depender de nós seus dias estão contados.#oestadualdoflaviobolsonaro #amorimestadual #danielfederal #forçaehonra#melhorjairseacostumando #forçapramudar #marechalflorianopresente #reconstruir #restituir #direita #brasilacimadetudo #deusacimadetodos #nossabandeirahamaisseravermelha #aesquerdateradiasdificeis #reestabeleceendoaordem #vandalosnaopassarao#direitapresente #direitaraiz #rodrigoamorimestadual177777 #danielsilveirafederal1796

Publicado por Rodrigo Amorim Estadual 17777 RJ em Domingo, 30 de setembro de 2018

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Um absurdo. Depredar o patrimônio público para restaurar o nome de um presidente que nada tinha de “democrático” é um ato vil. O próprio partido deveria impetrar a impugnação de ambos. Espero honestamente que o próprio Bolsonaro se pronuncie contrário ao ato.

    • desde quando esta placa de Marielle é legal? esta Placa é ilegal, não é patrimônio público. Onde esta a autorização para colocar esta placa? é o mesmo que uma pichação. Se alguém fizesse uma pichação com o nome dela e alguém apagasse, seria criminoso? Criminoso [e o pichador

DEIXE UMA RESPOSTA